Qual Salario Engenharia Elétrica, Engenheiro Eletricista ou “Engenheiro Elétrico” em 2019 ?

Engenharia Elétrica, Engenheiro Eletricista, ou Engenheiro Elétrico são alguns dos nomes que definem quem se forma em engenharia elétrica.

Segundo o CONFEA o Brasil forma cerca de 40 mil engenheiros por ano.

Ou seja, existe uma grande procura por essa área tão específica! Uma das coisas que mais chama a atenção nesta área são os salários.

Saiba neste vídeo qual o salário para o cargo de engenheiro eletricista segundo o CONFEA.

Em 1995 o CONFEA criou uma resolução para regulamentar o salário-mínimo dos profissionais de engenharia arquitetura e agronomia. O número dessa resolução e 397 caso queiram pesquisar sobre o assunto.

Esta resolução diz que é dever do CREA fiscalizar o cumprimento do salário-mínimo para os profissionais da área.

E o mais legal e que se você quiser denunciar a empresa que você trabalha ou alguma outra empresa que não está pagando o salário mínimo para engenharia você poderá fazer isso diretamente para o CREA da sua região.

Mas então vamos para o que interessa, queremos saber o salário de um engenheiro eletricista!

Resumindo rapidamente, esse salário é definido pela jornada de trabalho

6h:00 diárias – 6 salários mínimos = R$5.988

7h:00 diárias – 7,25 salários mínimos = R$7.235,5

8h:00 diárias – 8,5 salários mínimos = R$ 8.483

Mas não vá se animando pensando que vai ganhar isso liquido, fazendo um calculo rápido podemos ver que só de desconto de imposto de renda são mais de 1000 reais.

Sobrando no final só uns 6 mil.

Mas a realidade infelizmente é muito diferente quando vamos para o mundo real.

Fazendo uma pesquisa rápida no Google percebemos muitos engenheiros ganhando muito menos que isso e outros muito mais que isso.

Hoje também conheço diversos engenheiros formados, e estão trabalhando em grandes empresas assumindo outros cargos na área de elétrica e ganhando salários inferiores.

Em minha experiência, já vi diversos salários porém as empresas que trabalhei todos os engenheiros que conheci ganhavam o salário mínimo da profissão e outros mais um pouco.

Mas hoje as empresas não estão querendo contratar engenheiros como pessoa física, mais sim como pessoa jurídica, e isso muda muita coisa.

Mas isso será assunto para um vídeo futuro.

Acesse nossos cursos voltados para engenharia elétrica clique aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram